Inscreva-se na nossa Newsletter

    Desejo receber e-mails sobre

    aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
    * Campos obrigatórios
    Disponível no:
    Termos de uso

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Termos de privacidade

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Quero Investir

    Preencha os dados para ver as formas de investimentos:

      aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
      * Campos obrigatórios

      TRIGONO CAPITAL APOSTA EM SMALL CAPS PARA SURFAR RALI DA BOLSA

      A Trigono Capital está apostando em small caps para surfar o rali no mercado de ações do Brasil.

      A gestora de recursos, que só investe em empresas com valor de mercado não superior a R$ 5 bilhões, viu seu fundo Trigono Absoluto Small Caps Master FIA subir 26% nos seus primeiros nove meses de existência, mais que o dobro do ganho do Ibovespa.

      A base do sucesso inicial da gestora é uma estratégia para descobrir empresas menores e menos conhecidas que acabam sendo líderes em negócios com menor competição. As ações brasileiras subiram pelo menos 15% ao ano desde 2015, tornando mais difícil encontrar pechinchas entre as empresas maiores e mais líquidas, de acordo com Werner Roger, um dos sócios-fundadores da Trigono Capital.

      “As small caps brasileiras estão excessivamente descontadas e ainda oferecem um potencial maior de valorização”, disse Roger, que antes era sócio da butique de investimentos Victoire Brasil Investimentos.

      Entre as principais escolhas da Trigono estão a Ferbasa e a São Martinho – ambas avançaram pelo menos 20% desde abril. Apesar do rali, as ações foram negociadas a menos de 13 vezes o lucro. Isso comparado a um múltiplo de 22 vezes para o Ibovespa.

      A bolsa brasileira mostrou resiliência a um sell-off global no ano passado, em meio ao otimismo de que a agenda pró-mercado do recém-eleito presidente Jair Bolsonaro abriria caminho para uma recuperação sustentável na maior economia da América Latina. Durante o rali, as small caps ficaram para trás em relação às suas contrapartes maiores. O índice de small caps subiu 8% em 2018, cerca da metade do retorno do Ibovespa.

      Por ora, os investidores estão ignorando algumas das small caps, já que o dinheiro está buscando ações mais líquidas. Para Roger, isso cria oportunidades para encontrar preciosidades negligenciadas.

      Nem todas as apostas da Trigono deram certo: a Marcopolo caiu quase 2% no ano passado. Negociada a 25 vezes o lucro, a ação não é barata. Mas Roger gosta da empresa porque ela é uma líder de mercado em uma indústria que deve se beneficiar da melhora da atividade econômica.

      A Trigono, que tem R$ 55 milhões sob gestão, espera que sua outperformance ajude a aumentar seus ativos para R$ 2,5 bilhões , disse o diretor executivo Frederico Mesnik, ex-funcionário da McKinsey & Co e da unidade do banco de investimentos do BTG Pactual, sem especificar um prazo. Para ajudar a alcançar esse objetivo, a Trigono trouxe no último mês de junho Eduardo Oliveira, ex-head de gestão de fortunas no Brasil pelo UBS para lidar com relacionamento com clientes.

      Inscreva-se na nossa Newsletter

        Desejo receber e-mails sobre

        aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
        * Campos obrigatórios
        Disponível no:
        Termos de uso

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Termos de privacidade

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Confira as entidades que a Trígono Capital apoia: