Inscreva-se na nossa Newsletter

    Desejo receber e-mails sobre

    aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
    * Campos obrigatórios
    Disponível no:
    Termos de uso

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Termos de privacidade

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Quero Investir

    Preencha os dados para ver as formas de investimentos:

      aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
      * Campos obrigatórios

      Resenha Mensal – Abril 2021: “ANO DE AMEIXAS, ANO DE QUEIXAS”

      Prezados investidores,

      Comecei a escrever esta resenha no dia 28 de março, um domingo. Para os cristãos, foi o Domingo de Ramos, que antecede a Semana Santa e os acontecimentos que todos conhecem – os que são cristãos, conhecem por isso mesmo; os que não são, porque podem estar à espera da Páscoa (e dos ovos de chocolate – o que, vá lá, também é legítimo). Este foi um dos temas pelos quais passei em busca de inspiração para as considerações e reflexões deste mês. Não foi um processo muito simples, posso dizer. Com os dedos no teclado – ou, como diriam os escritores antigos, numa versão algo mais “romântica” (própria de minhas raízes germânicas): com a “pena na mão” –, os temas que considerei foram inúmeros e de difícil seleção. Mas, envolvido nesse processo de reflexão, me lembrei do provérbio português que deu o título desta resenha – e que remete a raízes de minha família (minha avó materna era portuguesa) e resgata, uma vez mais, minha origem acadêmica (agronomia).

      O significado do provérbio é: a um ano de abundância de ameixas corresponde um ano de dificuldades e preocupações. Se sobram ameixas, faltam outros frutos – ou seja: outros bens e produtos. Um ano assim será de desequilíbrios, motivados, no campo, por condições atmosféricas adversas ou pragas, ambas prejudiciais a um bom ano agrícola. Curiosa e felizmente, o campo brasileiro uma vez mais é beneficiado por excelentes safras e preços, conjugação perfeita. Os cristãos talvez vejamos nisso algo da Páscoa: a renovação se manifesta. Apesar dos obstáculos, o campo mais uma vez testemunha o ciclo da vida. Mas, se no campo o cenário é beneficiado por uma conjuntura bastante favorável de preços (embora o clima sempre seja um imponderável), as preocupações e dificuldades estão em todos os lares e empresas brasileiros. Preocupam-nos particularmente as incertezas causadas pela covid-19, que agora se manifestam em diversas cadeias de produção. Isso já figurava há um ano entre minhas maiores preocupações. Da mesma forma, as incertezas se infiltram na liquidez financeira das empresas investidas – não das ações negociadas, mas dos balanços.

       

      Clique aqui e leia mais.

      Inscreva-se na nossa Newsletter

        Desejo receber e-mails sobre

        aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
        * Campos obrigatórios
        Disponível no:
        Termos de uso

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Termos de privacidade

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Confira as entidades que a Trígono Capital apoia: