Inscreva-se na nossa Newsletter

    Desejo receber e-mails sobre

    aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
    * Campos obrigatórios
    Disponível no:
    Termos de uso

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Termos de privacidade

    You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

    fechar

    Quero Investir

    Preencha os dados para ver as formas de investimentos:

      aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
      * Campos obrigatórios

      RESENHA MENSAL – OUTUBRO 2019

       

      Prezados Investidores,

      Lenda… Quando se pensa em lenda, logo vem a sensação de magia, um mistério que traz esperança, energia boa. Mas lenda não é só mandinga: infelizmente para as small caps, a palavra lenda tem conotação de desconfiança ou medo, mas por falta de conhecimento mesmo, do que alguma evidência estatística.  Pois não há evidência matemática, somente lendas ou mitos, que assombram aos investidores e aos desinformados sobre este nicho tão importando em nosso mercado, o das empresas  de menor valor de mercado, não necessariamente pequenas, sendo este outro mito O termo small caps, significa small capitalizationou menor capitalização, onde capitalização significa valor de mercado em bolsa.

      Em dois anos de Trígono Capital, ouvi várias afirmações ditas como verdadeiras por si próprias, asseverações pronunciadas em quase todos os grupos que compõe a demanda por nossos produtos.  Escutava, mas não compactuava, pois não intuitivamente, mas empiricamente eu sabia que não eram verdadeiras, eram lendas ou mitos

      Enfim, o fato é que sempre adorei analisar os dados de forma organizada, holística e estratégica, algo que aprendi nos anos de McKinsey, bem como aprimorei enquanto gestor e sócio da Humaitá Investimentos (2005-2016).  Sempre gostei também de teoria dos jogos, e economia comportamental. Fiquei também fascinado com as simulações de Monte-Carlo.

      Aí trouxe o Fábio Bebber para liderar nossa área de BI, egresso do FoF da BRAM que um dia me mostrou uma simulação que havia rodado em que 30.000 aplicações tinham sido feitas de forma randômica como também resgatadas a posteriori, cada qual no seu momento, também randômico, desde a abertura do índice Small Capsda Bolsa, o SMLL, há 11 anos e meio.  Como se 30 mil CPFs, individualmente e randomicamente tivessem aplicado neste índice, cada um no seu tempo, deste a sua criação até hoje.  Fez o mesmo com as empresas Large Caps que compõe o IBOV, mostrando uma matriz, (adoro matrizes!), não deixando nenhuma dúvida.

      Num eixo a amplitude do ganho entre o SMLL e a referência IBOV, algo como +-50%, noutro a consistência, desta amplitude; algo como quantos destes 30 mil investidores ganharam do IBOV, nestas milhares de movimentações.

       

      Leia Mais:

      Resenha Mensal – Outubro 19

       

      Inscreva-se na nossa Newsletter

        Desejo receber e-mails sobre

        aceito Li e aceito os termos de uso e de privacidade *
        * Campos obrigatórios
        Disponível no:
        Termos de uso

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Termos de privacidade

        You won't be able to dismiss this by usual means (escape or click button), but you can close it programatically based on user choices or actions.

        fechar

        Confira as entidades que a Trígono Capital apoia: